História

Não se encontra qualquer documento escrito que faça referência às origens do Clube. No entanto, há indícios de que os seus primórdios remontam à década de cinquenta do Século XX. Este movimento foi-se desenvolvendo e ganhando forma ao longo dos anos. Segundo testemunhos existentes teve o seu ponto mais alto nos anos cinquenta. O auge deste período terá sido entre 1953/57.

O futebol era a única modalidade praticada. O campo de futebol, mais conhecido por “Estádio do Pote”, já era nessa altura onde é hoje: no sapal, junto à estação da CP que leva o nome de Castro Marim, mas se localiza efectivamente na localidade de S. Bartolomeu do Sul. Os equipamentos eram verde e branco.

Na sequência da revolução do 25 de Abril de 1974, corria o ano de 1976 , no Largo da Igreja consegue fazer-se um “ajuntamento” dos atletas da aldeia, durante o qual se realiza uma votação, através de papelinho dobrado, cuja urna eram dois bonés. Em cada papelinho, cada participante escreveu o nome daqueles que gostaria de ver eleitos para Presidente, Vice-Presidente e Tesoureiro. Foram eleitos Manuel Calvinho, Antero Vicente e Amândio Norberto, respectivamente. Estes foram os três primeiros dirigentes do Leões eleitos.

O Clube só viria, no entanto, a ser fundado oficialmente em 25 de Junho de 1976, com a designação social de Grupo Desportivo, Recreativo e Cultural Leões do Sul Futebol Clube.

Em Novembro de 1991, depois de ter passado década e meia por várias sedes provisórias, o Leões teve, por fim, direito a “Casa” própria: instalações compostas por um rés-do-chão e primeiro andar, no “Sítio da Padaria”. Em 21 de Abril de 1985, inaugurara um Polidesportivo, de sua propriedade, junto ao campo de futebol.

Nos últimos anos, os feitos têm sido de carácter desportivo, recreativo e cultural.

Os Fundadores

Constituição de Associação

“Grupo Desportivo, Recreativo e Cultural Leões do Sul Futebol Clube”

Fundado em 25/06/1976,

Aos treze dias do mês de Dezembro de mil novecentos e setenta e seis, no Cartório Notarial de Castro Marim, compareceram perante Isaura Revés Deodato, licenciada, sua Notária Interina a outorgar:

  • Amândio de Sousa Rodrigues Norberto
  • Antero Luís Vicente
  • Manuel da Conceição André

E por eles foi dito:
Que, são a Comissão Instaladora de uma Associação de caracter desportivo, recreativo e cultural, que pela presente escritura pretendem constituir, cujos Estatutos foram aprovados em Assembleia Geral Ordinária, de seis de Novembro de mil novecentos e setenta e seis.

Factos Históricos