Patinagem

Hóquei em Patins

O acontecimento desportivo mais extraordinário na vida do Leões do Sul ocorreu na época 2000/2001 com a disputa do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins (Zona Sul), no escalão juvenil. Com indiscrítivel talento, garra, valentia e muito desportivismo, Cláudio Martins, Daniel Ribeiro, Carlos Caldeira, Adriano Pena (capitão), Miguel Palma (sub-capitão), Pedro Pires, Pedro Pinto, Luís Santos e João Lampreia, treinados por Orlando Caldeira, escreveram a ouro o nome da colectividade numa modalidade introduzida, na década de oitenta, pelos irmãos Lobato.

Tudo começou do zero. Vindos de Moçambique onde eram praticantes de hóquei em patins, Pedro e Fernando Lobato juntaram o seu conhecimento na prática desta modalidade à vontade das crianças e à força do Leões do Sul. Deste empenhamento e das dezenas de horas passadas a treinar no Polidesportivo do Clube, que recentemente o tinha inaugurado, no Sapal, nasceu entre nós, a tradição de patinar.

No dia 13 de Abril de 2001, o Pavilhão Municipal de Castro Marim engalanou-se para receber a equipa do Sport Lisboa e Benfica, um gigante na modalidade. O mesmo acontecera duas semanas antes com o C. D. Paço D’Arcos, outro gigante. O mesmo viria a acontecer uma semana depois com o Hóquei Clube de Sintra, o terceiro gigante. Durante esta fase do Campeonato, os jovens do Leões do Sul enfrentaram ainda o União Sport Clube (Cacém), o Biblioteca Instrução e Recreio (Nazaré), o União Futebol Entroncamento e a Sociedade Recreativa 9 de Abril (Mourão).

Pela sua grandiosidade e importância, a disputa do Campeonato Nacional abafou, por assim dizer, participações em campeonatos regionais de hóquei em patins, do domínio da Associação de Patinagem do Algarve, torneios e outras provas da modalidade.

O feito que foi o Campeonato Nacional de Hóquei em Patins deu às nossas terras do Concelho de Castro Marim outro respeito a uma colectividade tão pequena.Até hoje somos os únicos a ter a modalidade em todo o Concelho. Ao longo de duas décadas muitas foram as crianças que aprenderam a patinar na escola em que nos tornámos, primeiro ainda de uma forma mais livre, depois já sistematizada.

Patinagem Artística

A deslocação no espaço com movimentos espectaculares em cima de um par de patins faz da patinagem artística uma actividade por si só bastante motivadora e fascinante para as crianças. A forma como lhes cria agilidade, flexibilidade, equilíbrio e lhes oferece tempos de lazer contribui decisivamente para a sua formação. A patinagem artística é um excelente investimento na saúde física e psicológica de um filho.

Em Janeiro de 1988, o Grupo Desportivo, Recreativo e Cultural Leões do Sul Futebol Clube criou a sua Secção de Patinagem Artística, corolário do trabalho que vinha a ser desenvolvido desde a introdução da patinagem no Clube e desencadeando um grande movimento de adesão por parte das crianças da aldeia de S. Bartolomeu do Sul.O grupo de patinagem, maioritariamente feminino, chegou a ter nos seus tempos áureos perto de dezena e meia de praticantes. Os treinos, orientados por Pedro Lobato, no Polidesportivo dos Leões, deram fruto algum tempo depois, tendo duas das jovens – Patrícia Correia e Lena Corvo – dado continuidade ao trabalho. Com efeito, o grupo foi chamado, por diversas vezes, a participar em demonstrações, galas e outras iniciativas do género. De notar a participação nos III Jogos Desportivos de Verão – Algarve 1996, promovidos pelo INDESP.

Escola de Patinagem

A Escola de Patinagem, que corporiza o projecto “Vamos Patinar”, é o resultado da persistência, determinação e empenhamento do Grupo Desportivo Leões do Sul Futebol Clube na aprendizagem desta modalidade e na formação dos jovens. Esta é a única escola de patinagem em todo o Concelho de Castro Marim.

Em Setembro de 2001, o Leões do Sul lançou o projecto “Vamos Patinar”. Trata-se de uma escola de patinagem, com professor credenciado, que funciona durante a época desportiva, no Pavilhão Municipal de Castro Marim. Visa, entre outros objectivos, criar uma classe de formação afim de dar continuidade ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo Clube. Tem ainda o propósito de, a médio prazo, colocar os mais aptos no desporto de competição noutras vertentes da patinagem: corridas em patins, patinagem artística e hóquei em patins.

Na época desportiva 2004/2005 passaram pela Escola de Patinagem do Leões do Sul à volta de 40 crianças, oriundas de vários pontos do Concelho. A aposta na formação é fundamental. Neste sentido se insere o esforço desenvolvido pela Direcção, que estamos em crer quem vier a seguir não negligenciará.

O último ano culminou com a participação das nossas crianças na Taça Algarve de Iniciação e nos Campeonatos Regionais do Algarve. A Escola marcou igualmente presença no Festival Roller de Lagos e na gala de encerramento de época que esteve a cargo da Associação de Patinagem do Algarve, em Junho de 2005, no Pavilhão Municipal de Olhão.

Tradicionalmente, o Clube organiza a sua própria festa de encerramento com a presença de clubes convidados e durante a qual é feita a entrega de Diplomas de participação.